Artigo
Chegou a vez do CIO
Publicada em 20 de Setembro de 2023 Waldir Bertolino, Country Manager da Infor

Nas organizações é fundamental ter uma função que gerencie os recursos de TI e essa responsabilidade sempre recaiu sobre o CIO. Hoje, as incumbências deste profissional extrapolam as fronteiras da área de tecnologia e colocam a "personagem" no centro das discussões de negócios, o que exige uma visão mais corporativa e estratégica para adequar o negócio à transformação tecnológica. Isso lhe permitirá competir e se diferenciar em um mercado exigente em relação à concorrência.

Há 5 anos esse cargo tinha uma função bem diferente. A pessoa que ocupava o cargo de CIO era responsável pelos servidores, data centers e as condições necessárias para que uma solução de software on-premise pudesse ser gerenciada e administrada de forma otimizada. 

Hoje, seu trabalho é ainda mais complexo. Apenas manter a eficiência dos sistemas já não é o suficiente para garantir que a empresa seja lucrativa. Além do espírito de liderança, de protagonismo e de excelência, o novo CIO precisa ser um estrategista criativo, visionário e ousado para conseguir completar sua jornada. 

A Jornada do Herói 

Dentro de uma empresa, cada cargo tem seu próprio universo, com aventuras e desafios que precisam ser superados pelo herói para que a história seja concluída. Além das experiências profissionais, que são pré-requisitos para o trabalho, o personagem principal precisa desenvolver competências específicas ao longo da jornada para alcançar seus objetivos e se tornar um protagonista nos negócios da empresa.

A ideia da Jornada do Herói é muito utilizada pelas empresas na hora de construir um produto, uma marca e até um personagem. Esse storytelling baseia-se no livro "O Herói de Mil Faces" de Joseph Campbell e consiste em contar uma história através de uma série de etapas que são essenciais para que o personagem evolua e a trama se desenrole. Ao contrário do que se pode pensar, essa jornada não se restringe ao plano das ideias. Para cada situação cotidiana, alguém pode assumir o protagonismo e solucionar grandes desafios. Na realidade de muitas empresas o herói da vez é o novo CIO!

A Jornada do CIO

Em um cenário de digitalização acelerada, não cabe mais ao CIO ficar apenas garantindo o bom funcionamento dos sistemas. Nosso personagem sai do mundo comum (a rotina) e recebe um chamado para a ação quando percebe que pode aproveitar seus conhecimentos para ajudar a impulsionar os negócios da empresa. O CIO deve utilizar sua intuição e inteligência para analisar com sabedoria cada situação e traçar estratégias visionárias coerentes com os objetivos da organização.

Depois de aceitar a aventura, nosso CIO muda o rumo da história e cruza o primeiro limiar: a descoberta de uma nova solução tecnológica que pode alavancar os negócios. O próximo passo é apresentar a ideia para seus líderes. Para isso é preciso ter jogo de cintura e ousadia, assumindo o protagonismo e se colocando à frente do projeto. Nessa etapa o personagem descobrirá quem serão seus aliados, quais serão as provas que ele precisará enfrentar e quem serão seus "inimigos". A partir daí já é possível ter uma noção de qual será a jornada do nosso herói. 

O CIO chega agora no ápice da jornada: a provação. De frente com o maior desafio da história, nosso herói precisa manter a calma, entender o cenário e recalcular a rota para solucionar esse problema. Como um verdadeiro herói, o CIO precisa ser corajoso e estar sempre pronto para combater os desafios; como líder, ele precisa conduzir o projeto com sabedoria e delegar as atividades para que sua equipe ajude a solucionar o problema.  

Depois que a provação foi superada, caminhamos para o final da trama. A sensação de perigo dá espaço para o sentimento de missão cumprida e o nosso CIO já pode respirar aliviado, pois desempenhou um bom trabalho. Chegar nessa fase indica que nosso herói também saiu vitorioso da sua jornada interna e colocou em prática competências que o transformaram em um profissional mais completo e em um verdadeiro herói.

Moral da história, para prosperarem em suas carreiras e receberem o título de heróis, os novos CIOs devem ter amplo conhecimento sobre o negócio da empresa, de forma que possam orientar a equipe e propor projetos que impactem o negócio, auxiliando na melhoria da performance e consequentemente no lucro. Tão importante quanto se tornar um herói é se tornar um parceiro de confiança. 

Um CIO que pensa fora da caixa e que nutre bons relacionamentos será uma peça chave no desenvolvimento dos negócios e na hora de enfrentar os próximos desafios. E você, já refletiu sobre qual característica você pode adicionar a sua personalidade para completar sua jornada e se tornar um profissional disruptivo e um verdadeiro herói? 

Tags


Teste GRÁTIS por 7 dias